DESIGNAÇÃO DO PROJETO | ALENTEJO - Festival Internacional de Artes
CÓDIGO DO PROJETO | ALT20-08-2114-FEDER-000036
OBJETIVO PRINCIPAL | O ALENTEJO-Festival Internacional de Artes é um evento cultural dedicado à mostra de diferentes artes e tradições: Cante, Chocalhos, Dança, Música, Artes Plásticas. Uma proposta de programação pluridisciplinar que cruza expressões matriz do Alentejo com o contemporâneo, para aliar novas vivências do património, formação de públicos, integração em circuitos turísticos-culturais, contribuindo para o aumento da atractividade e de visitantes.
REGIÃO DE INTERVENÇÃO | Alentejo
ENTIDADE BENEFICIÁRIA | Companhia de Dança Contemporânea de Évora
DATA DE APROVAÇÃO | 17-03-2017
DATA DE INÍCIO | 02-01-2017
DATA DE CONCLUSÃO | 28-12-2018
CUSTO TOTAL ELEGÍVEL | 212.200,00€
APOIO FINANCIAMENTO DA UNIÃO EUROPEIA | 159 150,00 €
OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
  • Potenciar e divulgar o Património Histórico-cultural edificado e imaterial da região através de novas abordagens, permitindo a sua fruição por um número mais alargado de públicos, através do relacionamento com o contemporâneo e as novas das linguagens artísticas.
  • Promover o acesso dos públicos a actividades culturais e a circulação regional de eventos.
  • Afirmar as Artes como marca identitária de qualidade do Alentejo exercendo efeito potenciador de atração de novos visitantes.
  • Promover novas vivências do Património através de uma programação cultural estruturada por atividades artísticas de animação do património, formação e sensibilização de novos públicos, capacitação e envolvimento de outros agentes do território, criação e intensificação de hábitos de prática e consumo de bens culturais.
  • Promover a consolidação da Região enquanto destino turístico associado a uma oferta qualificada e ajustada às características ambientais, naturais e patrimoniais.
  • Promover o diálogo inter-regional na área da cultura e a criação de programas de fruição cultural com circulação regional, tendo por base a animação e a dinamização de sítios históricos através de actividades ligadas às indústrias culturais e criativas.
  • Contribuir para a integração do Cante e Chocalhos em circuitos turísticos-culturais, e promover a sua visibilidade externa enquanto marcas do território, desenvolvendo a imagem de prestígio.
  • Contribuir para o reforço da identidade de território de qualidade e, para o alargamento das estratégias de divulgação do património, aumentar a sua visita e visibilidade.
ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
A Companhia de Dança Contemporânea de Évora-CDCE vai promover na região Alentejo, em Julho de 2017 e 2018, a realização de um evento cultural, designado por ALENTEJO - Festival Internacional de Artes.

O evento representa uma macro proposta de programação cultural dirigida à cidade de Évora e Alentejo, caraterizado pela realização de um festival internacional, que se dedica à mostra de diferentes artes do espetáculo, tradições e artes visuais, tais como, o Cante Alentejano, a Arte dos Chocalhos, a Dança Contemporânea, a Música e as Artes Plásticas.

Uma proposta programática pluridisciplinar que promove o cruzamento de vários territórios de expressões matriz do Alentejo com o contemporâneo e, que visa aliar novas vivências do Património através de uma programação estruturada por atividades artísticas de animação do património cultural edificado, sensibilização e formação de novos públicos, capacitação e envolvimento de outros agentes do território, integração em circuitos turísticos-culturais, criação e intensificação de hábitos de prática e consumo de bens culturais.

O evento contribuirá, para a consolidação da Região enquanto destino turístico associado a uma oferta qualificada e ajustada às características ambientais, naturais e patrimoniais. Um contributo ativo para o reforço da identidade de território de qualidade e para o alargamento das estratégias de divulgação do Património.

Centralizado na capital do alto Alentejo, Évora e, com extensões às localidades de Estremoz, Redondo, Castro Verde, Reguengos e V.V. Ficalho, o festival atuará de forma direta nas áreas da dinamização, promoção e valorização do património Imaterial (Cante, Chocalhos) e edificado (centros históricos/monumentos), constituindo-se como uma actividade âncora capaz de promover a conservação e a valorização dos ativos histórico-culturais da região Alentejo, através do cruzamento de diferentes formas de expressão.
PROGRAMAÇÃO
 
 
© 2015 Companhia de Dança Contemporânea de Évora. Todos os direitos reservados. fotos: Telmo Rocha design: NAD desenvolvimento: b-online.pt
      siga-nos no